Funcionário de mercado infarta ao descobrir que o correto é arroz “parboilizado” e não “parborizado”


João Gabriel dos Santos Pereira, funcionário do mercado ComprArte, de Cascadura, Rio de Janeiro, infartou ontem à noite ao descobrir que o correto era “parboilizado” e não “parborizado” como escrevia há 30 anos. João foi alertado por um cliente que comparou a inscrição do pacote de arroz com a etiqueta escrita por João.

Segundo o gerente Marcos Antônio Farias, antes do infarto houve um grande bate-boca no mercado: “João defendia que o saco de arroz estava errado, eu dizia que ambos estavam errados, pois o certo é ‘parbolizado’, já o cliente defendia que o correto era ‘parboilizado’ como no saco. Foi tanto estresse que João acabou tendo um troço.”

João foi operado e passa bem. Os médicos recomendaram que ele faça uma dieta sem arroz e sem comidas que possam causar confusões linguísticas como “abóbora” ou “abobra”, “muçarela” ou “mussarela” ou “muzzarela” e por aí vai.

Por Cacofonias