Carro derrete após ficar exposto ao calor intenso na Itália


A região norte da Itália enfrentou uma onda de calor recorde no último mês de julho. De acordo com agência de meio ambiente do país, nos primeiros dez dias do mês, as altas temperaturas do verão europeu deixaram cerca de 140 aposentados mortos. Muitas precauções precisaram ser tomadas pelos turistas e animais em fazendas chegaram a ser colocados em ambientes com ar condicionado para suportar o calor. E uma situação inusitada, ocorrida na cidade costeira de Caorle, vai te dar uma noção quase exata da gravidade da situação.


O calor era tão forte, que um carro, modelo Renault Megane, estacionado próximo a uma praia não suportou o calor, após vários dias exposto à luz solar. Ao passar próximo ao local onde estava estacionado o veículo, o turista britânico John Westbrook percebeu que partes do automóvel estavam derretendo. Logo resolveu registrar a situação em fotos e vídeo, o qual você pode acompanhar a versão editada pelo site Mail Online, no topo da matéria. Na gravação, é possível ver o para-choques, as borrachas de proteção lateral, as molduras dos vidros e os faróis moles, derretendo.

Westbrook ficou abismado quando viu o Megane derretendo. “Era simplesmente o calor do sol batendo diretamente no veículo e que fez com que ele derretesse (...) Nós passamos perto e não acreditamos no que estávamos vendo. Partes do carro estavam literalmente pingando no asfalto”, explicou o turista ao site Mail Online.

John é taxista e reside em Folkestone, na Inglaterra. Ele estava em férias, com a mulher e o filho, e confirmou o intenso calor enfrentado em terras italianas. Segundo o inglês, ele e a família acabaram passando a maior parte do tempo em ambientes climatizados, pois as temperaturas estavam sempre em mais de 30 °C. “A sensação era de sair do hotel e entrar em um forno”, ressaltou.

Fonte: Tecmundo