Homem esquece vírgula do vocativo em grupo do WhatsApp e é acusado de assédio sexual

O empresário Antônio Farias Machado está sendo acusado de assédio sexual por seus funcionários. Segundo a testemunha, Janice Oliveira, o chefe disse publicamente que queria ter relações sexuais com a funcionária Amanda depois do trabalho ao escrever no grupo: “quero comer Amanda.”

Amanda Barros da Silva está chocada e, em prantos, falou com nossa equipe de reportagem: “E isso foi no mesmo dia que pedi um aumento pra ele!” Antônio tenta se defender alegando que tudo não passou de um erro de português, mas os advogados de acusação falam que isso é outra mentira de Antônio, pois ele nunca foi português, visto que é brasileiro, carioca, nascido no Méier.

Fonte: Sensacionalista