Os Tipos de Seios


Tipos de seios
Depois do detalhamento de seus tamanhos, agora vem os seus mais variados tipos, afinal, nem todos tem o mesmo formato cheiro e gosto, mas com certeza podem ser classificados entre esse que iremos tratar abaixo. É uma classificação curta, mas que, sim, deixa margem para que mais apareçam, afinal, a mulher não parou de evoluir (ou não):
Veja aqui os outros tipos existentes

Maracujás:

Muito comum entre mulheres como a Tua Avó. São seios secos, que parecem degradados pelo tempo e, geralmente, o são (ou não). Apesar de serem meio feios, ainda são encarados por muitas pessoas corajosas que não encontram preconceito contra eles e até o acham bonitinhos (podendo também ser pelo fato desses caras estaram tão na pedra que estão encarando qualquer coisa).

Cebolas:

São seios bem feios na foto. Tanto que dão até vontade de chorar só de olhar (por isso da alcunha cebola). São seios mal cuidados, que não tiveram o agraciamento da Mãe Natureza nem sequer para serem atrativos aos olhos dos homens. As donas desses seios são que mais procuram as mesas cirúrgicas para a aplicação de silicones e dar uma turbinada em seus amigos do peito, para que, pelo menos assim, consigam descolar alguma coisa por aí, nem que seja um homem feio como você.
De cebolas a sacos de pedra.

Gelatina:

Pertencem a pessoas com uma massa corporal mais elevada, ou mesmo para as menas utilizadoras de sutiãs nos momentos mais oportunos (são pessoas com seios de grandes para cima). São os seios que, aos mais curtos movimentos de esquerda-direita-sobe-desce, parecem que sofreram algum abalo sísmico e não param de chacoalhar, como se estivessem tremendo de frio ou coisa do tipo. Apesar disso, ver uns desses balançando por aí até que tem o seu charme, contanto que ele pare em algum momento e não seja capaz de machucar ninguém com uma tetada.

Saco de Pedra:

São os seios das utilizadoras do Infernal Silicone silicone. São seios em que sua portadora pode pular até quebrar os joelhos, mas os seios estão tão fixos que não esboçam sequer nenhum tipo de movimento. Além disso, são seios tão duros, que sua força é até capaz de tirar descascar um pequeno côco (tá bom, é menos que isso, mas é só pra dizer que eles são muito duros!). Neles o uso de sutiã se torna uma coisa banal e a força da gravidade é desprezível.

Atualmente com a cultura mundial globalizada, os seios, quando chegam na categoria maracujá ou cebola, passam por uma etapa de recauchutamento, processo este que é realizado com aplicação de silicone. Para os menos providos (em situação financeira) utilizam-se de sutiãs com enchimento.

Fonte: Desciclopedia