Professores em greve querem coletes a prova de bala

 Professores da rede pública de ensino reivindicam que o governo forneça coletes a prova de bala, para ensinarem com mais segurança
Professores da rede pública de ensino estão em greve novamente. Desta vez, a reinvindicação não é por aumento de salário – até porque já se cansaram de pedir aumento e não receber – e sim um colete a prova de bala. Os educadores fizeram protestos pelas ruas, pedindo que o governo forneça um colete para cada professor.

O que motivou os professores a fazerem tal exigência foi o aumento da violência. Tráfico de drogas, crianças armadas, estudantes violentos, e o crescimento do crime organizado estudantil nos estabelecimento de ensino tem assustado os professores.

“Eu não vou mais para uma sala de aula normal, eu vou para uma guerra e não sei ate quando vou sair viva, o colete a prova de balas é um item extremamente necessário nas escolas brasileiras hoje em dia”, disse a professora Daniela Denise Duarte Dionisio. 


Leia mais: G17