Gordos pedem o fim do politicamente correto: “hoje em dia só podem fazer piadas com a gente”

Um grupo de gordos está lançando um movimento nacional contra o politicamente correto. A Organização Beneficente Emancipada Social Anti-bullying (Obesa) afirma que, com a onda politicamente correta que tomou conta do país, só os gordos podem ser vítimas de gozação.
O presidente da Obesa, Walter Jorge, conhecido como Waltinho Baleia, diz que a situação para eles está cada vez mais difícil. “Determinados grupos conseguiram o direito de não serem mais o alvo. Não vou dizer nem quais são porque posso ser processado. O fato é que hoje os humoristas só podem sacanear os gordos. É preciso acabar com isso”, disse Baleia.
Baleia afirma que as redes sociais, em vez de libertarem as pessoas, as tornaram mais caretas. “Ninguém passa para frente coisas politicamente incorretas. Quem faz piada assim corre o risco de ser linchado em praça pública. As pessoas ficaram mais caretas e têm medo de serem vistas como párias por causa de uma simples piada”, diz ele. Walter afirma que apelidos como rolha de poço ficaram para trás. “Eles estão mais criativos. Outro dia me chamaram de bambolê de baleia. Outra vez fui dar meu endereço e a pessoa perguntou se eu tinha um Cep só para mim”.
Ele diz que está em entendimentos com o sindicato das louras, outra categoria que ainda é vítima, mas que a união é complicada. “Louras não gostam de gordos. Só se forem ricos. Ah, por favor, não escreve isso, senão as louras vão me processar”.

Fonte: Sensacionalista